Saiba como funciona a doação de medula óssea

Para realizar o transplante de medula óssea, é necessário haver muita compatibilidade entre doador e receptor. O procedimento é seguro e envolve poucos riscos, o voluntário irá assinar um termo de consentimento livre e esclarecido e preencherá uma ficha com informações pessoais.

Após a retirada de uma pequena quantidade de sangue do candidato ao doador, o sangue é analisado por exame de histocompatibilidade – um teste de laboratório para identificar suas características genéticas que serão cruzadas com os dados de pacientes, determinando a compatibilidade.
Esses dados serão incluídos no REDOME (Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea) e quando houver compatibilidade, o doador será consultado para decidir quanto à doação. Por este motivo, é necessário manter os dados sempre atualizados!

Vá sempre a um médico para check ups anuais e, se preciso, visite um especialista!

Dra. Regina Biasoli

Hematologista e Clínica Geral

CRM 75627

RQE 30670

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se a discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *